WORKSHOP: DESBLOQUEIO CRIATIVO

Salve pessoal! O Dínamo Studio estará com vários workshops de férias neste inverno, e eu estarei ministrando o workshop de DESBLOQUEIO CRIATIVO!

Através de atividades práticas, apresentarei técnicas simples para serem usadas no dia a dia, atividades em grupo que trabalharão a imaginação e o improviso na solução de problemas recorrentes a todos aqueles que usam a criatividade no meio visual, com uso de referencias e recursos ao alcance do artista.

QUANDO: 23 e 30 de Julho (quintas-feiras).

DURAÇÃO: 6 horas – em duas aulas de 3 horas cada

HORÁRIO: 15h ás 18h;

ONDE: Dínamo Estúdio (Bairro Santa Maria Goretti – Passo D’Areia);

QUANTO: R$ 150,00;

INSCRIÇÕES AQUI.

Vagas limitadas, CORRE LÁ!!!

DIA NACIONAL DOS QUADRINHOS

Neste dia 30 de janeiro celebramos o dia nacional dos quadrinhos, uma data que assim como seu alvo não tem a atenção merecida. Como trabalho com quadrinhos, não poderia deixar este dia em branco né? Vamos falar um pouco sobre a origem da data e o mercado nacional.

ANGELO AGOSTINI

Esta data é celebrada a cerca de 22 anos, e foi instituída pela Associação de Quadrinistas e Cartunistas do Estado de São Paulo. Foi escolhida esta data pois em 1869, o desenhista italiano Angelo Agostini, mais importante artista gráfico do segundo reinado, publicava as histórias do personagem Nhô Quim (ou Impressões de uma Viagem à Corte) nas páginas do jornal Vida Fluminense. Está é considera a primeira história em quadrinhos brasileira e uma das mais antigas do mundo. A importância de Agostini é tão grande que seu nome foi atribuído a maior premiação do quadrinho nacional.

MERCADO NACIONAL

Sem dúvida alguma o maior expoente do quadrinho nacional ainda hoje é Maurício de Sousa e sua Turma da Mônica. Atualmente seu estúdio tem trabalhado os já consagrados personagens da vila do Limoeiro em novos gêneros de quadrinhos, como na versão Turma da Mônica Jovem, onde uma versão mais madura dos personagens clássicos é apresentada, no projeto MSP 50 onde artistas diversos são convidados a fazer livres interpretações encima dos personagens, e em graphic novels como a fabulosa Astronalta-Magnetar, ilustrada magistralmente por Danilo Beyruth.

Infelizmente os quadrinhos ainda são vistos como uma forma de literatura infantil no Brasil, e não como uma forma de mídia com um enorme potencial. Aos poucos tem-se aproveitado sua versatilidade na educação com a adaptação de famosas obras literárias, mais e mais graphic novels estão ganhando espaço no mercado editorial e dando oportunidades para artistas poderem desenvolver seu trabalho. Existem muitos profissionais competentes nesta área aqui em terras tupiniquins, mas infelizmente todos acabam trabalhando no mercado externo pois aqui ainda não se da valor a isso. existem eventos que tentam trazer mais desta arte para o grande público, como o FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos, que é o maior evento  do gênero da América Latina, e mesmo o Multivero ComicCon que acontece no Rio Grande do Sul e a cada ano

O quadrinho nacional ainda tem uma longa estrada pela frente, mas com a quantidade de talentos e qualidade de artistas que temos, em breve conquistaremos nosso espaço. Feliz dia do quadrinho nacional, e que cada vez mais tenhamos mais orgulho desta data.

LINKS:

Angelo Agostini

FIQ

Multiverso ComicCon

CURSO DINAMO HQ DE QUADRINHOS E ILUSTRAÇÃO 2013/1

Já estão abertas as inscrições para o primeiro semestre do Curso Dinamo de Quadrinhos e Ilustração. Para você que procura desenvolver seu talento nas artes sequenciais.

Desenvolvido para trabalhar com pessoas que nunca desenharam ou com aquelas autodidatas que pretendem apenas aprimorar seu talento, o Curso Dinamo HQ de Quadrinhos e Ilustração possui uma forma divertida e descontraída de ensino. Com no mínimo dois professores na sala, os alunos tem explicação e dúvidas esclarecidas individualmente para uma melhor compreensão. Na linha dos professores estão Daniel HDR, que já fez diversos trabalhos para as editoras americanas DC e Marvel Comics, e Maurício Dias, criados do álbum Retro City.

O curso é dividido em três módulos:

  • Nível 1 – DESENHO ARTÍSTICO: Para aquelas pessoas que nunca desenharam ou que querem aprender sobre figura humana, texturização, luz e sombra, perspectiva e movimento.
  • Nível 2 – QUADRINHOS: Neste nível é abordado o fundamento dos quadrinhos, sua narrativa, diagramação, técnicas de arte-final e roteiro, para que o aluno possa ter capacidade de criar suas próprias obras.
  • Nível 3 – PROJETO AUTORAL: Como um TCC de faculdade, neste nível os alunos precisam desenvolver um projeto pessoal e serão supervisionados por um professor para produzirem algo dando o máximo de seu talento e potencial, simulando o processo de trabalho para uma editora.

As aulas começam no agora no dia  23 de Fevereiro, e ocorrem todos os sábados no Museu Hipólito José de Costa em Porto Alegre. Para inscrições e mais informações clique AQUI, ou ligue para: (51) 3019-7427/9327-7170

AGOSTO-S04E08

Até que enfim acabou julho, um mês bem complicado para mim em muitos sentidos (tanto que o blog teve pouquíssimos posts), e agora chegamos ao mês dos jogos olímpicos, a qual sinto que terá um saldo mais positivo do que o anterior. Os trabalhos tem rendido bastante e tenho feito novos amigos – nada mal por enquanto. Este também é o post de número 200 aqui no blog, o tempo voa!

CARDS E AFINS

Trabalhar nos sketchcards tem sido bem divertido, pois exige que eu trabalhe com o traço de comics, e a cada nova coleção consigo notar uma sutil melhora nas minhas técnicas. Acabei recentemente a coleção BATMAN LEGENDS, meu quinto trabalho com sketchcards, e quem sabe já pegue outro em breve. O tempo que sobra eu tenho dedicado ao roteiro e layout da Dragão Escarlate, se tudo der certo começo a desenhar as páginas do primeiro capítulo ainda este mês. Estou com algumas ideias que pretendo por em prática aqui no blog e acho que ficarão interessantes… Aguarde.

OLIMPÍADAS 2012

Sempre gostei mais de olimpíadas do que Copa (podem atirar suas pedras), devido a variedade de esportes e recordes.Prefiro ver os esportes onde o Brasil não esta concorrendo, pois é muito ruim torcer parar os atletas verde-amarelo. Normalmente nosso pais vai muito mal nas provas, e devido a isso eu costumo torcer para algum atleta especifico e não para uma nação (lógico, quando o Brasil está na disputa o coração fala mais alto e dai já era, heheh). As cerimonias de abertura e encerramento são sempre phodas, o que me faz questionar se este evento vai ser grandioso aqui no Brasil… Nosso país não está preparado para algo assim, seja pela corrupção do governo quanto ao dinheiro quanto a própria cultura do povo que não vai receber os gringos de maneira exemplar. Ainda temos muito o que arrumar na nossa casa para fazermos uma festa com tantos convidados.

CURSO DINAMO HQ DE QUADRINHOS E ILUSTRAÇÃO – SEGUNDO SEMESTRE

Está começando agora no dia 11 de Agosto o segundo semestre do curso de quadrinhos Dinamo, que ocorre em Porto Alegre. As aulas começam agora e vão até o fim do ano, para mais informações vejam este post que fiz falando sobre o curso AQUI ou entre no site do curso AQUI.

SKYNERD RS

Faz alguns anos o site Jovem Nerd surgiu como um portal de diversão e entretenimento voltado para o público nerd, e recentemente eles criaram uma rede social própria chamada Skynerd. Através do Facebook, foram se criando grupos derivados desta rede social para organizarem encontros e confraternizações regionais, e assim nasceu o Skynerd RS. Houve uma votação para a escolha do símbolo do grupo, e o que eu elaborei foi escolhido, veja:

A ideia do símbolo foi reunir símbolos da cultura gaúcha e elementos tipicamente nerds. O escudo principal tem formato de uma cuia de chimarrão, dentro tem o “tri-lambda” que é dito na chamada do podcast do site, a mão fazendo “vida longa e próspera” dos Vulcanos de Star Trek também é um símbolo nerd, o dado de 20 faces representa o RPG e o direcional remete aos games. As cores dentro simbolizam as da bandeira do RS e o azul representa o céu. Os sabres do Luke e do Darth Vader de Star Wars remetem ao Internacional e ao Grêmio, os dois maiores times do estado, e a espada no meio é  a Ferroada de O Senhor do Anéis. Se você é um nerd do RS e não consegue encontrar ninguém para sua “party”, encontre o grupo Skynerd RS clicando AQUI.

Enfim, Agosto promete muita coisa bacana, e pretendo compensar o mês passado em que quase não postei nada com várias ideias interessantes que estou tendo. Vai ser uma prova Olímpica tentar elaborar tudo, mas acredito que tenho boas chances de sair com uma medalha. O que você achou dos 200 posts do blog até agora? de uma navegada nos antigos e de sua opinião, espero que mais 200 venham com ainda mais conteúdo bacana. Abraço!

LENDO: A Masmorra da Morte, livro jogo de Ian Livingstone;

ASSISTINDO: Ainda vendo filmes randômicos que possam gerar ideias para meus roteiros.

OUVINDO: Trilhas sonora de Conan – O Bárbaro;

ERA DE BRONZE DOS QUADRINHOS

Toda forma de arte passa por mudanças significativas, refletindo as transformações do mundo ao seu redor, e com a nona arte não poderia ser diferente. Atualmente ando trabalhando em uma série de Sketch Cards da Marvel Comics referente a chamada Era de Bronze dos quadrinhos, uma fase onde muitas mudanças marcariam a forma de se ver as hqs.

FIM DO PURITANISMO

Na Era de Prata, os quadrinhos seguiam uma linha puritana, com menos violência e sensualidade, pois o selo Comic Code Authority  na capa garantia que as revistas não teriam nada considerado maduro (isso culminou na falência de muitas editoras, que viviam de quadrinhos de terror e suspense, fazendo o gênero de super heróis ganhar força total). No fim da década de 60 surgia a Era de Bronze, trazendo amadurecimento para os personagens, pois o foco do público havia deixado de ser as crianças, sendo necessária a abordagem de temas mais sérios. Aos poucos os quadrinhos começavam a se livrar do código de ética imposto na Era de Prata, e temas mais densos como alcoolismo, drogas e racismo eram abordados e discutidos, deixando alguma moral ou exemplo para o leitor.

NOVAS ABORDAGENS

As minorias ganharam espaço durante a Era de Bronze, trazendo um novo leque de possibilidades para as hitórias. Versões femininas de heróis nasciam como a Mulher-Hulk, Mulher Aranha, Super Girl e Miss Marvel. A raça negra ganhava representantes como a Tempestade, Luke Cage, Cyborg e Blade. Os X-Men já existiam, mas foi durante a Era de Bronze que teve o surgimento da segunda equipe (onde Wolverine dava o ar da graça) e que suas histórias passaram a fazer sucesso. O preconceito contra os mutantes e a perseguição de minorias virou assunto recorrente em suas histórias. As artes-marciais estavam na moda, e com isso heróis com poderes baseados em técnicas de luta como o Punho de Ferro recheavam as páginas. Conan chegava aos quadrinhos, trazendo uma onda de violência e sexualidade que quebrou tabus, dando força para o ressurgimento de gêneros como capa e espada e até mesmo o velho terror, tirando a predominância dos poderosos com uniformes coloridos. As Guerras Secretas aconteciam na Marvel e muitos personagens tiveram seu visual modificado, como o Homem-Aranha, que ganhava o uniforme negro (que mais tarde se tornaria o vilão Venom).

Graças a Era de Bronze os quadrinhos passaram a abordar temas mais sérios e deixaram de ser um produto direcionado apenas ao público infantil. Seu fim se deu na segunda metade da década de 80, quando histórias mais densas onde o argumento muitas vezes se destacava ao visual nasciam (como o caso de O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller), mas isto é assunto para outro post.

CURSO DINAMO HQ DE QUADRINHOS E ILUSTRAÇÃO 2012!

Procura um lugar para aprender os segredos das artes dos quadrinhos ou desenvolver suas técnicas de desenho? Venha para o Curso Dinamo HQ de Quadrinhos e Ilustração!

Desenvolvido para trabalhar com pessoas que nunca desenharam ou com aquelas autodidatas que pretendem apenas aprimorar seu talento, o Curso Dinamo HQ de Quadrinhos e Ilustração possui uma forma divertida e descontraída de ensino. Com no mínimo dois professores na sala, os alunos tem explicação e dúvidas esclarecidas individualmente para uma melhor compreensão. Na linha dos professores estão Daniel HDR, que já fez diversos trabalhos para as editoras americanas DC e Marvel Comics, e Maurício Dias, criados do álbum Retro City.

O curso é dividido em três módulos:

  • Nível 1 – DESENHO: Para aquelas pessoas que nunca desenharam ou que querem aprender sobre figura humana, texturização, luz e sombra, perspectiva e movimento.
  • Nível 2 – QUADRINHOS: Neste nível é abordado o fundamento dos quadrinhos, sua narrativa, diagramação, técnicas de arte-final e roteiro, para que o aluno possa ter capacidade de criar suas próprias obras.
  • Nível 3 – PROJETO AUTORAL: Como um TCC de faculdade, neste nível os alunos precisam desenvolver um projeto pessoal e serão supervisionados por um professor para produzirem algo dando o máximo de seu talento e potencial, simulando o processo de trabalho para uma editora.

As aulas começam no agora no dia 10 de Março, e ocorrem todos os sábados no Museu Hipólito José de Costa em Porto Alegre. Para inscrições e mais informações clique AQUI, ou ligue para: (51) 3019-7427/9327-7170

COMO SURGE O GOSTO PELA LEITURA?

Todos sabem que o Brasil tem fama de não ser um país que cultiva o hábito da leitura. Nos dias de hoje saber ler e interpretar o que está lendo é essencial para ter uma boa cultura e até mesmo saber se expressar com clareza. Como despertar o gosto da leitura nas pessoas? Porque na escola muitas vezes não gostamos de ler, mas depois surge um gosto repentino? O que os quadrinhos podem fazer por isso?

LITERATURA NA ESCOLA

No nosso período escolar, os professores costumam indicar um tipo de literatura que não agrada a maioria dos jovens, usa termos a qual não estão acostumados, acaba sendo maçante e os afastando dos livros. Nos tempos de hoje existem muitas formas de entretenimento para os jovens, como cinema, games e internet, e acabam sendo concorrência direta para os livros. Existem algumas produtoras que transformam estes concorrentes em aliados, transformando os livros em séries, filmes e games e chamando um novo público para suas obras (grande parte das vezes as adaptações ficam devendo para os livros, mas ainda assim fazem um grande barulho).

COMO OS LIVROS CATIVAM?

A princípio eu não acho que o gosto pela leitura pode ser imposto, ele tem que ser gradual e espontâneo da pessoa. Um livro é como um amigo – ninguém vem do nada e te apresenta uma pessoa forçando você a ser amiga dela, você se torna amigo da pessoa pela identificação com ela, por se sentir bem estando com ela. O gosto pela leitura surge quando encontramos aquele livro especial, que nos cativa e nos faz viajar, mergulhar de cabeça no universo apresentado. Com o advento de blogs e afins, as pessoas tem escrito muito mais, e isso as leva a ler mais também, pois precisam de fontes para seus textos, informações par criarem bases, etc.

QUADRINHOS

Conheço muitas pessoas que aprenderam a ler com histórias em quadrinhos, sejam  de super-heróis, da Disney ou Turma da Mônica. Aqui no Brasil ainda se tem a cultura de que quadrinhos são coisas para crianças, e por isso é comum este tipo de coisa acontecer. Acredito que os quadrinhos podem sim serem uma forma de leitura instigante, pois exercitam a interpretação de cenas e possuem uma dinâmica que atrai. Assim como nos livros, existem muitos gêneros nos quadrinhos, e olhando com atenção a pessoa pode encontrar algum que lhe atraia. Através das novas plataformas digitais, um novo tipo de leitor vem surgindo, que pode consumir não só seus quadrinhos mas também seus livros favoritos em qualquer lugar e a qualquer hora. O mercado já está de olho nisso, e daqui a alguns anos tornará se um hábito baixar suas obras favoritas na sua plataforma portátil.

A leitura é um lazer magnífico que nos pega pela mão e nos arrasta para mundos fantásticos, nos apresenta a novos amigos e nos ensina lições únicas. Para se adquirir gosto pela leitura, você deve procurar aquele livro que te cative, que te empolgue e o faça devorar cada página com uma fome voraz. E para quem quer produzir, esforce-se para que sua obra seja imersiva e rica, pois com certeza ela pode se tornar o melhor amigo de alguém.