KIRBYANS!

Dia 28 de Agosto de 1917 nascia um dos ícones dos quadrinhos americanos. Jack Kirby revolucionou a narrativa da época e enriqueceu as páginas dos gibis com um universo vasto de personagens e sonhos.

O Dinamo Studio reuniu umas série de artistas brasileiros para uma singela homenagem a este grande mestre, onde cada um deveria criar uma arte original com um personagem criado por Kirby. Nasceu assim a exposição virtual Kirbyans!

Eis aqui minha contribuição, uma arte do personagem Capitão América.

Visite a galeria clicando AQUI, e confira o universo de Kirby nas mãos de alguns dos mais talentosos artistas nacionais. (e para saber mais sobre Kirby, ouça o ARGCast a qual participei sobre o mesmo clicando AQUI).

ASCENÇÃO E QUEDA DA POPULARIDADE DOS HERÓIS

Na última quinta-feira, eu e meu amigo colega de estúdio Daniel HDR ministramos, em nome da Staedtler, algumas oficinas de desenho e quadrinhos em uma escola de Porto Alegre para crianças na faixa de 6 a 10 anos. Durante as oficinas atendíamos a pedidos de desenhos de personagens que elas solicitassem, e podemos ver quais os heróis que estão mais e os que estão menos populares entre os pequenos.

NO MEU TEMPO…

Na minha infância (década de 80), os super-heróis mais populares eram os da DC, com Superman e Batman como carro-chefe. Havia o desenho dos Super Amigos, os seriados do Batman, da Mulher-Maravilha e os filmes do Superman com Christopher Reeve que propagavam os personagens da DC na cultura pop muito além dos quadrinhos. Dos poucos personagens conhecidos da Marvel, o Homem-Aranha e o Hulk eram os mais populares entre o povão. Nos últimos anos a Marvel decidiu investir pesado no cinema e seus personagens tiveram boas (e nem tão boas) adaptações, mas foi com Homem de Ferro que a eles acertaram de vez e começaram a reverter o jogo.

SUCESSO DE FERRO

Eu lembro que Homem de Ferro foi o primeiro filme de super-herói que eu vi pessoas que não conheciam nada de quadrinhos gostarem muito. A interpretação do Robert Downey Jr. como Tony Stark foi memorável, pois seu jeito divertido e sarcástico deram muito mais ao filme do que cenas de ação e aventura de um super-herói (que é o que mais acontece em filmes do gênero). Pessoas que nem conheciam o personagem passaram a adora-lo, e não a toa ele se tornou uma das figuras mais pops da editora (junto a Homem-Aranha e Wolverine). Dos pedidos de desenhos das crianças, acredito que quase metade pediu desenho do Homem de Ferro, e fiquei surpreso que algumas pediram desenho do Tony Stark. Foi a primeira vez que pediram para eu desenhar um super-herói sem seu uniforme, e isso evidencia mais o sucesso de Downey Jr. (nunca me pediram “desenha o Peter Parker pra mim”, ou “faz o Bruce Wayne que eu acho ele foda”). As crianças costumam gostar dos heróis que mais se identificam, por este lado é engraçado que elas gostem de um bilionário, filantropo, playboy e bêbado.

CAPITÃO AMÉRICA, AQUAMAN E OS IMPOPULARES

Como o HDR desenhou o prelúdio do filme dos Vingadores (a qual já comentei AQUI), e devido ao filme ainda estar em cartaz, 90% dos pedidos de desenho foram de personagens da Marvel. Em ordem, o segundo mais pedido foi o Hulk e o terceiro o Thor. Não vimos apenas que o Homem de Ferro é muito popular, como também que o Capitão América já não brilha tão forte assim. Para terem uma ideia, teve mais pedidos de desenho do Gavião-Arqueiro e da Viúva Negra do que do herói patriota. Dos heróis da DC foram solicitados apenas Batmans, Mulheres-Gato (que além dos ótimos filmes do Nolan estão em alta com o jogo Arkham City) e “UM” Aquaman, que gerou cujo a solicitação de desenho gerou uma cena engraçada – Quando o menino disse que queria um desenho do Aquaman, uma menina do outro lado da sala indagou com descrença: “O AQUAMAN???” Coitado do Aquaman, nem mesmo as crianças o levam a sério…

Será que a DC vai conseguir dar a volta por cima com o filme Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge e o novo filme do Superman ano que vem? Ou a Marvel vai continuar mantendo seus personagens como mais populares na mente das pessoas comuns com seu Homem-Aranha novo e todo o barulho dos Vingadores? O jeito é ficar de olho.

VOTAÇÃO DO LISTÃO 2011

Todo ano eu monto aqui um listão com os principais acontecimentos que se destacaram nos últimos 12 meses, os separando em categorias malucas e divertidas. Este ano resolvi inovar um pouco e fazer o listão com a sua ajuda.

Abaixo segue as categorias e uma pequena descrição do porque de cada indicado para você votar. Não demora muito, votar em todas as categorias leva uma questão de minutos. Divulgue esta votação nas suas redes sociais, entre seus amigos e tudo mais, afinal isto aqui não passa de uma grande brincadeira (mas se ninguém votar vai ficar sem sentido algum…) =D

 

FILME DO ANO

PLANETA DOS MACACOS – A ORIGEM (RISE OF THE PLANET OF THE APES): Há muito tempo não se vê nada que preste da mitologia do Planeta dos Macacos, mas este prequél conseguiu honrar os antigos. Com muitas referencias ao primeiro filme e uma trama que procura explicar como os macacos tomaram o controle do planeta, o filme foi uma bela surpresa este ano.

GIGANTES DE AÇO (REAL STEEL): Uma mistura de Rocky – Um Lutador, Falcão – Campeão dos Campeões e Tranformers –  e ficou muito bom. O filme reúne vários elementos que me agradam, e confesso que fui cativado pela relação entre os personagens. Os efeitos dos robôs ficaram muito realistas e interessantes.

SUCKER PUNCH – MUNDO SURREAL (SUCKER PUNCH): Ok, não é a melhor obra cinematográfica de todos os tempos, não tem um roteiro fabuloso e nem é original, mas é MUUUUITO legal! Sucker Punch é um filme que consegue mesclar vários elementos chaves como garotas em roupas sensuais, combates frenéticos, cenários fantasiosos e inimigos variados, tudo sem muita pretensão, apenas no intuito de divertir e passar uma mensagem motivacional no fim. A trilha sonora então é algo muito bacana.

ADAPTAÇÃO DO ANO

X-MEN – PRIMEIRA CLASSE (X-MEN – FIRST CLASS): O filme se mantém no universo dos mutantes criado pela Fox, que teve em sua franquia dois filmes interessantes, um terceiro que cavou uma cova e o Wolverine: Origem para se afundar de vez. Neste filme eles focaram mais na história entre o Professor X e Magneto, mas ao fim parece um filme do James Bond com poderes mutantes.

CAPITÃO AMÉRICA – O PRIMEIRO VINGADOR (CAPITAIN AMERICA – FIRST AVENGER): Eu sempre ficava imaginando como eles fariam uma adaptação do uniforme do Capitão América para o cinema que não ficasse ridícula, e ao meu ver o resultado final até que convenceu. Seguindo a linha dos últimos filmes da Marvel Studios, este também tem a intenção de apresentar o personagem e já direciona-lo para o filme dos Vingadores. O filme conseguiu tirar elogios do meu irmão, QUE NÃO SUPORTA o Capitão América. Só por isso já tem um mérito.

A GUERRA DOS TRONOS (GAME OF THRONES): Adaptações de livros para o geralmente ficam ruins, pois não conseguem condensar nem metade da essência da trama em um pouco mais de duas horas. Então porque não adaptar em forma de seriado? Esta ideia brilhante resultou em um dos seriados mais comentados dos últimos tempos. Apesar de algumas modificações, a série da HBO conseguiu se manter extremamente fiel aos livros de George R. R. Martin, e ainda fez com que várias pessoas descobrissem a fantástica série de livros das Crônicas de Gelo e Fogo.

PRAGA DO ANO

CAIXAS DE SOM PORTÁTEIS DE FUNKEIROS: Não bastava os celulares, agora os funkeiros conseguiram caixas de som pequenas com neon e luzes malucas que propagam o “batidão” para os quatro cantos, acabando com a paz e sossego de quem está por perto. Sério, estas caixas fizeram de uma fábrica no inferno.

MÚSICA “AI SE EU TE PEGO” DO MICHEL TELÓ: De todas as músicas pragas este ano, este definitivamente foi a pior. Como pode uma música que fica repetindo palavras pausadamente fazer tanto sucesso?

MUAMMAR KADHAFI: No início do ano várias ditaduras caíram uma após a outra, mas lá na Líbia, Muammar Kadhafi não largou o osso e não todo mês estava nos noticiários com aquela cara de estátua da ilha de páscoa. Inevitavelmente ele acabou sendo morto nas mãos dos rebeldes, mas ganhou uma indicação aqui no blog.

MORTO DO ANO

OSAMA BIN LADEN: E não é que finalmente pegaram o tal do Osama? O nosso terrorista favorito já havia virado personagem folclórico e ninguém mais achava que os EUA conseguiriam encontra-lo, porém em um ataque soturno eles mataram o barbudo. Fez-se mistério com o corpo, que foi jogado as profundezas do mar sem ninguém ver nada. Segundo os EUA esta medida foi tomada para que um altar para ele não se tornasse um local de adoração e afins… Sei…

AMY WINEHOUSE: Apesar de ser uma cantora de talento inquestionável, Amy não cuidava muito de sua saúde, abusando de drogas, bebidas e uma vida bem sem noção. Quando ela estava tentando entrar no eixos, a vida veio e cobrou o preço. Morreu jovem, mas deixou sua marca na cultura pop.

STEVE JOBS: A tecnologia da informação só é o que temos hoje por causa deste homem. Um gênio que sempre conseguia encontrar um meio de transformar a tecnologia em algo simples e acessível para todas as pessoas. Ele vinha lutando contra um câncer a algum tempo e infelizmente foi vencido, deixando seu legado par todos nós.

WTF DO ANO

ROCK IN RIO: Finalmente o Rock in Rio voltou a ser no Rio! O evento trouxe muitas bandas gringas, teve coisas boas mas também não deixou de ter suas bizarrices. De todas as coisas malucas que aconteceram, quero dar destaque ao Axel Roses. O cara demorou uma eternidade para entrar no palco, chegou com cosplay de Inspetor Bugiganga e fez mostrou um desempenho fraco no palco mediante as expectativas do público.

REBOOT DA DC: A DC resolveu reformar toda sua linha editorial, alterando a grande maioria dos personagens da empresa após a saga Flash Point. Muitas coisas interessantes apareceram, porém algumas poderiam ter sido evitadas. Uma delas foi a modificação dos uniformes de alguns personagens, como os Novos Titãs. O Super Boy com roupa de Go Go Boy e um Robin com asas não da pra entender. Também teve a volta de Rob Liefeld nas páginas de Rapina e Columba. O cara posta um vídeo ARTEFINALIZANDO ENQUANTO DIREGE! Sem mais meritíssimo.

KUDURO: Preciso falar alguma coisa? Os caras conseguiram pegar uma dança da África e devido ao duplo sentido do nome transformaram em uma música maluca que não tem nada a ver com a base da mesma. Eu tive muitas dúvidas se colocava isto em WTF ou Praga do ano, mas acho que é tão absurda que mereceu ficar nesta categoria.

O resultado da votação acontecerá no dia 31/12, até lá fique a vontade para votar. Até mais!