O EFEITO RESIDENT EVIL

Há algum tempo atrás eu fiz um post AQUI comentando sobre filmes ruins, e desta vez resolvi fazer um post sobre um tipo específico: Aqueles que você sabe que é ruim e mesmo assim acaba vendo – Como uma das mais famosas séries de games de terror esta ganhando uma nova adaptação para o cinema, vou dar o nome de Efeito Resident Evil.

MAIS AÇÃO QUE TERROR

Quando foi anunciada a primeira adaptação de Resident Evil para os cinemas, eu li a sinopse e ela encaixava a trama com a história do jogo, prometendo ser uma extensão do universo estabelecido pela franquia nos games. Mesmo que a experiência mostre que adaptações de jogos costumam ficar uma porcaria, assistia cada trailer ansioso e contava os minutos para o lançamento no cinema… Mas quando saiu fiquei um pouco decepcionado por não terem aproveitado o potencial que o jogo dispunha para um filme de terror daqueles, dando mais foco a ação e fugindo do foco principal dos games.

A protagonisa Alice

Anunciaram então uma sequência, Resident Evil: Apocalipse prometia colocar a protagonista Alice nos eventos do terceiro jogo, encontrando personagens clássicos como Jill Valentine e Nemesis, um dos ícones da franquia. Era esta a chance de colocar o trem de volta nos trilhos e unir o universo dos games com o cinema… Porém o filme conseguiu ser ainda pior que o primeiro, com personagens tratados de forma patética (o Nemesis chorando no final é de amargar), e deste ponto em diante todos os filmes começaram a seguir uma linha totalmente diferente da dos jogos, com cataclismas de efeito global e desculpas para cenas de ação sem consistência. A Capcom japonesa iniciou uma série de animações digitais que expandem a trama do jogo, mostrando os personagens em ação e sendo muito mais fiéis aos jogos.

RETRIBUIÇÃO

No dia da publicação deste post está sendo lançado no cinema o quinto filme da franquia no cinema: Resident Evil 5 – Retribuição. Aconteceu tanta loucura nas últimas películas que eu nem sei mais a quantas anda a treta da Alice com a Umbrella. Por mais que algumas críticas destaquem uma sutil superioridade neste filme em comparação com seus antecessores, tenho absoluta certeza que assim como nos outros não lembrarei da trama após sair do cinema, apenas recordando das cenas de ação. Talvez filmes como este existam justamente para isso, para serem divertidos e não algo que façam pensar de forma profunda. Outro exemplo disso é Sucker Punch: Mundo Surreal, que parece um grande videoclipe de cenas phodas – mas fica só nisso.

O Efeito Resident Evil remete a filmes rasos, com tramas simples e clichês, mas que acompanhados de um grande balde de pipoca são uma excelente fonte de diversão. Eu pretendo ir ao cinema ver este filme (em 2D), mas irei com a mente aberta para não me decepcionar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s