FRACASSOS DE BILHETERIA

Nem sempre um projeto tem o retorno esperado, fazendo com que os produtores acabem não conseguindo recuperar o investimento inicial. No cinema é comum vermos obras faraônicas que não atingem o sucesso esperado nas bilheterias, muitas vezes destruindo a carreira do diretor, atores e todos os envolvidos. Porque temos tantas bombas cinematográficas todo o ano?

CAMPANHAS PROMOCIONAIS

Antigamente era muito difícil saber antecipadamente sobre as produções cinematográficas. Você sabia das informações através da revista SET ou programas de tv como o Fantástico. Com o advento da internet ficou muito mais fácil acompanhar o andamento da produção desde seu anuncio e escolha de diretor até o vazamento de cenas não editadas. As produtoras passaram a usar estes novos recursos como forma de promoção e divulgação, criando campanhas virais e aumentando a expectativa do público alvo. O problema é que muitas vezes as campanhas acabam fazendo a obra parecer muito melhor do que ela é de fato, e quando o filme finalmente é lançado acaba tendo um bilheteria ínfima. Normalmente quando um filme vai mal na bilheteria estrangeira, ele costuma chegar ao Brasil direto em DVD, pois as distribuidoras preferem não gastar com a exibição nos cinemas de algo que já fez fiasco lá fora.

DECEPÇÕES

Quando fico interessado em algum filme que está sendo produzido, procuro me informar sobre tudo até o limite que não me estrague o filme em si. Procuro assistir os trailers, ver fotos dos atores e bastidores e tudo mais. Muitos trailers são feitos de uma forma que elevam a expectativa aos céus, fazendo você falar “ESTE VAI SER O MELHOR FILME DA MINHA VIDA!” Porém acaba sofrendo o efeito “abertura de desenho” – Já viu aqueles desenhos em que na abertura tem ação e explosão a cada segundo mas durante o episódio não chega na metade disso? Muitos filmes passam por isso, tendo seus trailers muito melhores que a película completa. Passei por isso com filmes como FÚRIA DE TITÃS, X-MEN ORIGEM: WOLVERINE e as duas sequências de MATRIX.

FRACASSOS DE 2011

O site americano Hollywood Reporter fez uma lista com os quinze filmes com as piores bilheterias de 2011. Até mesmo SUCKER PUNCH: MUNDO SURREAL que eu gostei bastante teve um péssimo desempenho e está dentro deste ranking. Segeue abaixo a lista:

  • “Roubo na Alturas” – Orçamento: US$75 milhões. Bilheteria mundial: US$126.3 milhões
  • “Lanterna Verde” – Orçamento: US$200 milhões. Bilheteria mundial: US$219.9 milhões
  • “Cowboys & Aliens” – Orçamento: US$163 milhões. Bilheteria mundial: US$178.8 milhões
  • “Glee 3D: O Filme” – Orçamento: US$9 milhões. Bilheteria Mundial: US$18.7 milhões
  • “Não Sei Como Ela Consegue” – Orçamento: US$24 milhões. Bilheteria Mundial: US$30.5 millhões
  • “Sucker Punch – Mundo Surreal” – Orçamento: US$82 milhões. Bilheteria mundial: US$89.8 milhões
  • “Arthur – O Milionário Irresistível” – Orçamento: US$40 milhões. Bilheteria Mundial: US$45,7 milhões;
  • “Noite de Ano Novo” – Orçamento: US$56 milhões. Bilhetria mundial: US$54,9 milhões;
  • “O Enigma do Outro Mundo” – Orçamento: US$38 milhões. Bilheteria mundial:  US$27,4 milhões;
  • “Anonymous” – Orçamento: US$30 milhões. Bilheteria mundial: US$14,8 milhões;
  • “Happy Feet 2: O Pinguim” -Orçamento: US$135 milhões. Bilheteria mundial: US$115 milhões;
  • “O Diário de Um Jornalista Bêbado” – Orçamento: US$45 milhões. Bilheteria mundial: US$21,6 milhões;
  • “The Big Year” – Orçamento: US$41 milhões. Bilheteria mundial: US$7,4 milhões;
  • “Conan, O Bárbaro” – Orçamento: US$90 milhões. Bilheteria mundial: US$48,8 milhões;
  • “Marte Precisa de Mães” – Orçamento: US$150 milhões. Bilheteria mundial: US$39 milhões.

DE QUEM É A CULPA?

Acredito que não tem como definir um culpado para o fracasso de bilheteria de um filme, pois isso é muito relativo. Pode ser pelo roteiro ruim, atuações fracas, no caso de adaptação fugir muito da obra de origem (como já comentei antes AQUI), ou simplesmente ser uma obra ruim que dói. Alguns filmes já são rejeitados pelo público antes de ficarem prontos, mas os produtores ou ignoram, ou tentam fazer mudanças e remendos as pressas que só bagunçam mais as coisas. Talvez os filmes não devam ser feitos visando a bilheteria, mas acredito que a opinião pública deve ser levada em conta quando você investe milhões em algo e pretende ter algum retorno.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s