TEMÁTICA INFANTIL

Feliz dia das crianças minha gente! Hoje é dia 12 de outubro e é tempo de brincar com a criança que existe dentro de cada um de nós. Ano passado já fiz um post sobre a minha infância a qual você pode ver AQUI, mas no post de hoje eu decidi refletir um pouco sobre como a arte pode entreter e educar as crianças sem ser algo com nenhuma qualidade direcionada para criaturas acéfalas.

No mundo corrido em que vivemos, muitas vezes os pais não tem tempo para cuidarem de seus filhos, e delegam a função de babá para outras coisas como televisão, internet ou mesmo as ruas. Acabam sem saber o que entra na mente de suas crianças e se espantam quando o resultado desta equação é um adolescente problemático. Eu acredito no poder da arte e acho que ela pode (e deve) fazer a diferença na educação de uma criança.

Livros infantis, histórias em quadrinhos com temática infantil como Turma da Mônica e desenhos cheio de cores e aventuras como Dora, a Aventureira. Eu aprendi a ler com livros coloridos de fabulas, que contavam os contos clássicos dos irmãos Grimm como João e Maria, Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve e Rapunzel. mais tarde fui pegando gosto pelos quadrinhos, mais precisamente quando passava por uma banca de revistas com minha mãe e acabei escolhendo uma revista do Homem-Aranha para ler (por isso o Cabeça de Teia é um dos meus heróis favoritos). Infelizmente só fui voltar a pegar o gosto pela leitura mais tarde, com livros infanto-juvenis como os da saga Harry Potter. Conheço muitas pessoas que torcem o nariz para literatura direcionada ao público adolescente como a do bruxinho de óculos, os vampiros purpurinas do Crepúsculo e Percy Jackson, mas só pelo fato destas obras fazerem com que milhares e milhares de jovens se interessem em largar as opções de entretenimentos mais modernas para se aventurarem nas boas e velhas páginas de papel, já é algo de se respeitar. No meu tempo existia a famosa Coleção Vaga-Lume, com livros de vários temas, indo desde o mistério até a ficção-científica – mas confesso que possuía uma birra pessoal contra estes livrinhos.

Nesta sociedade onde as crianças deixam de ser crianças cada vez mais cedo, penso muitas vezes que preciso fazer algo para o público infantil, seja uma história em quadrinhos, um livro de contos ilustrado ou mesmo um jogo de computador. Muitas obras são de péssima qualidade, e tratam as crianças como idiotas, mas não é porque uma obra é infantil que ela não precisa ter qualidade. Um exemplo do que eu gostaria de produzir é o livro Coraline, de Neil Gaiman. Esta obra premiada que já foi adaptada para o cinema consegue ser divertida e cativante não só para crianças, mas para todos os públicos. A aventura surreal da jovem Coraline em um mundo fantástico consegue ter um clima sinistro mas ainda assim divertido e instigante para os infantes.

Como eu já disse no post sobre infância a um ano atrás, eu cresci assistindo a programação da TV cultura e seus programas educativos como Rá-Tim-Bum, Castelo Rá-Tim-Bum, Glub-Glub e X-Tudo, mas também acompanhava desenhos como Pica-Pau e Tom & Jerry. Existe uma vertente que aponta estes desenhos como violentos demais ou algo do gênero, mas eu não concordo com isso. O tipo de violência apresentada no desenho, como explosões, facadas e tiros são caricatas, causando efeitos cômicos nos personagens, e não os matando ou jorrando sangue para todos os lados. Uma criança se torna violenta ou agressiva de acordo com fatores mais fortes, como reação a situações que ela presencia na sua casa ou comunidade. São muitos os fatores que definem os cerne do comportamento humano, mas acredito que a educação e exemplos de pessoas que elas admiram são essenciais para formar seu caráter, e criar base sólidas para reagir a fatores externos que possam influenciar seu comportamento.

Existem maneiras inteligentes de se produzir obras para crianças que sejam divertidas, animadas e ainda sim inteligentes, basta pensarmos um pouco como elas e lembrarmos das coisas que nos cativavam, tentando resgatar aquele espírito lúdico e inocente. Precisamos lembrar que elas ainda são crianças, e que precisam de coisas que as façam continuarem como tal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s