POR QUE FICÇÃO CIENTÍFICA NÃO FAZ SUCESSO NO BRASIL?

Se você fizer uma pesquisa rápida com a grande maioria dos brasileiros sobre gêneros de livros ou filmes, vai constatar que não são muitas as pessoas que vão apontar a ficção-científica (também chamada de Sci-Fi ou FC) como seu gênero favorito (até por que ela seria mais um tema ou sub-gênero). Porque afinal por aqui as pessoas não tem tanta afinidade com este tema tão rico e fascinante?

Podemos dizer que ficção-cientifica possui a ciência como elemento crucial (seja ela ciência realista ou imaginada), e sua interferência na vida dos humanos e sua sociedade. Muitos dizem que o pai da ficção-cientifica é Julio Verne, com seus grandes livros Viagem ao centro da Terra, 20.000 léguas submarinas e Da Terra á Lua, mas antes dele uma jovem, de apenas 16 anos escreveu um romance sobre um homem que dava vida a um golem de carne. Mary Shelley criou Frankenstein em 1818, porém seu conto se enquadra mais no gênero de horror gótico, além do que a forma que o Dr. Frankenstein usa para dar vida a sua criatura esta mais para alquimia que para ciência química. Mesmo antes já tiveram obras que poderiam ser chamadas de ficção-cientifica, como Micromégas de Voltaire no século XVIII, que narra a visita de seres de outro planeta ao nosso planeta. Apesar de não possuir ciência envolvida de maneira direta, o fato de analisar o comportamento dos terráqueos como formas de vida diferentes por seres interplanetários se encaixa no gênero.

Foram poucas as obras feitas no Brasil para este gênero (O Alienista de Machado de Assis e até mesmo o Sítio do Pica-Pau Amarelo, de Monteiro , elementos de ficção-cientifica – apesar de serem basicamente fantasia), afinal é até difícil imaginar o Brasil em mundos de ciência avançada.  A “estranheza” excessiva que o mundo sci-fi acaba por afastar muitas pessoas, e nas terras tupiniquins é visto como um gênero exclusivamente nerd. Uma das razões pode ser que a ficção-científica seja muito complexa de ser compreendida e usada. Para um autor criar um universo de fantasia é mais simples, pois normalmente se lida com reinos e castelos, um sistema simples de castas e elementos mitológicos como dragões, elfos e magia. Devido a este tema ser muito popular nos RPGs, fica fácil trabalhar com este material. Para criar um universo sci-fi você não tem mitologia como base, apenas outras obras deste gênero. Você tem que fazer um exercício de imaginação e criar fatos e acontecimentos que moldem o futuro. Não é necessário se seguir uma lógica cientifica, afinal você esta fazendo uma obra de ficção, mas o mínimo de conhecimento sobre o espaço por exemplo já ajuda. É necessário pensar em um sistema de governo, no caso de colonias em outros planetas como este sistema organiza todas as colonias? No caso de vida extra-terrestre, como os governos interagem entre si? Qual o nível de tecnologia e ela é acessível a todas as pessoas ou só para uma elite? São muitas questões a serem pensadas e bem estruturadas para tornar seu universo convincente. Existem muitos clichês neste gênero como robôs e alienígenas, mas estes são assuntos para outro post.

Se analisarmos por um ponto de vista mais amplo, veremos que o gênero sci-fi é mais visual, por isso faz mais sucesso nos cinemas e coisas assim. Quando você lê um livro, você precisa imaginar todos os elementos descritos, e em mundos de fantasia-medieval você remete a memória a coisas que já viu em lendas e contos. No gênero sci-fi, muitas vezes a descrição é de uma coisa que você não tem ideia do que seja, ou de uma criatura que você não consegue ligar com nada que já viu, isto pode frear alguns leitores pois o leitor não vai se sentir imerso no universo do livro.

Existem diversos sub-gêneros na ficção cientifica, um dos mais populares é o Space-Opera . Este termo nasceu em 1941 para dar nome a um gênero cheio de clichês aventurescos. Hoje em dia este termos se refere a histórias com drama e ação entre os personagens em meio a cenários de super-ciência. A maioria das space-operas não respeitam a física com naves que superam a velocidade da luz, teletransporte e armas lasers. Existem muitas séries populares de obras deste sub-gênero como Star Wars, Star Trek Battlestar Galactica, ou mesmo animes como Cowboy BeBop.

Outro sub-gênero Ficção Cientica hard (ou FC Hard) que se caracteriza por possuir invenções e tecnologias fortemente detalhadas e precisas cientificamente. Normalmente os personagens são postos em segundo plano, dando enfase a o universo e seu acontecimentos. Os protagonistas são comumente cientistas, engenheiros, militares e astronautas, e a maneira como os avanços tecnológicos se dão na sociedade são fortemente trabalhados. Este gênero consiste em usar a tecnologia da época como base, e por isso quando lido apos esta época se torna um tanto incompleto (quantos autores poderiam imaginar a diferença que a internet faria na vida das pessoas?). Grande parte usavam teorias que hoje já foram desmentidas ou até hoje nunca comprovadas (a tese das múltiplas dimensões é algo que até hoje é usada com frequência). os livros de Isaac Asimov podem ser considerados obras de FC Hard e são essenciais para quem pretende se aventurar no mundo sci-fi.

Acredito que o gênero sci-fi ainda não ganhou destaque no Brasil por que não teve alguma obra que tenha gerado um grande BOOM! Talvez por a tecnologia estar evoluindo mais e mais a cada dia, este gênero acabe sendo mais assimilado com o passar dos tempos – pois a cada dia o nossa realidade tem se tornado mais e mais sci-fi.

Fontes:

Wikipédia – Ficção cientifica

Esquina do Escritor

Sci-Fi Brasil

Anúncios

3 Respostas para “POR QUE FICÇÃO CIENTÍFICA NÃO FAZ SUCESSO NO BRASIL?

  1. oi nao é somente ´ficçao cientifica ´´ q nao faz sucesso no brasil nada aqui nao faz sucesso a nao ser ó carnaval´´q vamos combinar nao da pra entender vamos combinar q o brasil nunca saira desta mesmice de sempre pois os brasileiros tem medo de mudança agora imagian a ficçao kkkkkkkkkkkkk bom a facçao criminal sim a esta faz um grande sucesso kkkkk valeu

  2. Pingback: INVASÃO SCI-FI NO CINEMA EM 2013 (PARTE-2) | RÓDJER GOULART BLOG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s